Gestão de PMO

Como gerenciar a maturidade em gestão de projetos?

Para desenvolver a gestão de projetos em uma companhia, é importante entender a maturidade em gestão de projetos da empresa e do PMO (caso exista).

Do dicionário, tomamos que maturidade significa:

s.f.: Efeito ou circunstância da pessoa que se encontra em fase adulta. Estado das pessoas ou dos entes que atingiram o completo amadurecimento, completo desenvolvimento.

Tomando o conceito de maturidade em gestão de projetos, temos:

s.f.: Efeito ou circunstância do ente (departamento, empresa) que se encontra em fase de completo desenvolvimento de suas práticas de gestão de projetos.

Modelos de gestão da maturidade em gestão de projetos

Existem diferentes modelos da maturidade em gestão de projetos para uma empresa. Destacam-se:

  1. KMM (Kanbam Maturity Model)
  2. OPM3 (Organizational Project Management Maturity Model)
  3. MMGP (Modelo de Maturidade em Gestão de Projetos)
  4. KPMMM (Project Management Maturity Model)

Cada modelo tem a sua peculiaridade e a sua aplicação. Trataremos dos três primeiros um pouco mais.

Modelo Kanban Maturity Model (KMM)

Diferentemente dos modelos de maturidade estudados anteriormente, o KMM é um modelo de maturidade para um método de gestão específico, o Kanban (que pode ser usado tanto na gestão de projetos como na gestão da rotina).

O KMM apresenta 7 níveis de maturidade.

  • Maturity Level 0 – Oblivious
  • Maturity Level 1 – Emerging
  • Maturity Level 2 – Defined
  • Maturity Level 3 – Managed
  • Maturity Level 4 – Quantitatively Managed
  • Maturity Level 5 – Optimizing
  • Maturity Level 6 – Congruent

Para acessar materiais sobre o KMM, acesse www.kanbanmaturitymodel.com, entre outros materiais, lá você encontrará um resumo de 22 páginas com a caracterização de cada um dos níveis de maturidade em Kanban.

Modelo OPM3 (desenvolvido pelo PMI)

O modelo OPM3 (Organizational Project Management 3) é um modelo de maturidade em gestão. É usado tanto para gestão de projetos, programas e portfólio (o que indica o significado do número 3).

Esse modelo consiste em avaliar a gestão da empresa por meio de 4 fases ilustradas pela sigla SMCI:

  • S – Standardize (padronização)
  • M – Measure (Medição)
  • C – Control (Controle)
  • I – Continuously improve (Melhoria contínua)

Nesse modelo, a sigla SCMI indica as fases pelas quais uma organização passa de modo sequencial para evoluir a sua maturidade em gestão de projetos.

O maior nível de maturidade é quando a empresa tem:

  1. Processos padronizados
  2. Resultados mensurados
  3. Controle dos resultados e do cumprimento dos processos
  4. Rotinas de implementação de melhoria contínua

O PMI tem um livro apenas para apresentar como implementar a evolução da maturidade em gestão de uma empresa aplicando o OPM3 (vide aqui).

Um estudo de caso muito interessante de evolução da maturidade em gestão da empresa Promon Tecnologia Ltda usando o OPM3 é apresentado aqui.

Modelo MMGP (desenvolvido pelo consultor Darcy Prado)

Em termos conceituais, o modelo MMGP (que tem essa sigla em referência a Modelo de Maturidade em Gestão de Projetos) tem muitas similaridades ao modelo OPM3.

O modelo MMGP possui 5 níveis de maturidade, a saber:

  1. Inicial
  2. Conhecido
  3. Padronizado
  4. Gerenciado
  5. Otimizado

As características de cada uma dessas fases é:

1- Inicial: Estágio inicial. Sem planejamento. Sem controle. Sem procedimentos. Sem padronização. O sucesso depende do esforço individual. Projetos executados na base da “boa vontade” ou do “melhor esforço” individual.

2 – Conhecido: Existe treinamento em gestão (ou profissionais treinados). Existem ferramentas de gestão. Pode ocorrer a existência de iniciativas isoladas de padronização de procedimentos. Profissionais sabem da importância do planejamento.

3 – Padronizado: Existe padronização de procedimentos difundida e utilizada em todos os projetos. Existe uma metodologia disponível e praticada. Existe informatização da metodologia. Existe adequação da estrutura organizacional conforme a metodologia. Não existe o domínio das ferramentas avançadas de gestão. Tenta-se obter o melhor comprometimento possível dos principais envolvidos. Os processos de planejamento e controle são consistentes. Existe aprendizado organizacional não gerenciado.

4 – Gerenciado: Existe consolidação dos processos. Existem avaliação da causa dos desvio das metas e adequação dos processos conforme isso. Existe ciclo de Melhoria Continua sempre que se detecta alguma deficiência. Existe análise de dados usando estatística, como a Análise de Pareto. Existe análise da estrutura organizacional mais adequada à empresa. Existe alinhamento estratégico dos projetos. Existe reconhecimento de que a gestão de projetos é essencial para o sucesso da organização. Não existe otimização consolidada e banco de dados de lições aprendidas.

5 – Otimizado: Otimização da execução de projetos com base na larga experiência da organização. Existe gestão do conhecimento. Melhoria dos resultados realizada e verificada por meio dos indicadores de projeto. Otimização dos processos de gerenciamento de projetos (eliminação máxima de desperdícios). Uso adequado de ferramentas sofisticadas pelo EGP (exemplo: BSC, Análise de Valor Agregado, Análises Estatísticas, Cadeia Crítica, etc.). Os novos projetos podem também se basear em um excelente banco de dados de “melhores práticas” (existe registro de lições aprendidas). O nível de sucesso dos projetos é superior a 90%. A organização tem alta confiança em seus profissionais e aceita desafios com o planejamento adequado.

Dimensões de análise do modelo MMGP

As 5 fases do modelo de maturidade MMGP não são avaliadas de modo genérico. Elas são avaliadas em modo específico para 7 dimensões. Conforme figura seguinte.

Dimensões do modelo MMGP
Dimensões do modelo MMGP

A ilustração em forma de construção tem um significado importante.

  • 3 dimensões são base. São dimensões básicas. Dimensões sem as quais não existe gestão de projetos.
  • 3 dimensões são pilares. São dimensões que possuem grande poder de elevar a qualidade de gestão de projetos, embora não sejam essenciais.
  • 1 dimensão é a terça. É a dimensão que garante que a gestão de projetos será sustentada na empresa.

As dimensões são, em ordem:

  1. Competência em gestão de projetos
  2. Competência contextual
  3. Competência comportamental
  4. Alinhamento estratégico
  5. Metodologia
  6. Informatização
  7. Estrutura organizacional

Cada dimensão é avaliada para se determinar em qual dos 5 níveis de maturidade se encontra.

Para medir a maturidade de uma empresa conforme o modelo MMGP, é respondido um questionário com 40 perguntas.

Mais informações sobre o modelo MMGP e o questionário, você encontra em https://maturityresearch.com. Na página também são apresentados resultados de pesquisas de maturidade realizadas por outras empresas.

Conclusão

Entender a maturidade em gestão de projetos é importante para saber avaliar, do ponto de vista estratégico, quais os pontos mais prioritários em melhoria necessários a uma empresa. Certamente, toda empresa tem muitos pontos de melhoria a serem implementos, é preciso identificar quais são os pontos de melhoria realmente mais impactantes a serem aplicados no momento da avaliação.


Quiz de fixação

Assinale uma única alternativa para cada uma das perguntas a seguir e teste o seu aprendizado.

1) O que é maturidade em gestão de projetos?

Correct! Wrong!

2) Qual os modelos de gestão da maturidade em gestão de projetos de uma empresa é focado em um método específico de gestão de projetos?

Correct! Wrong!

3) Avaliando a frase: "Toda empresa deve sempre buscar o maior nível de maturidade em gestão de projetos, não importa qual modelo de gestão de projetos ela use", qual análise podemos realizar dessa afirmação?

Correct! Wrong!

Maturidade em gestão de projetos
Parabéns! O seu resultado demonstra que você fez um excelente aproveitamento do estudo!

Anderson Ferreira

Anderson Ferreira é engenheiro mecânico pela PUC Minas, MBA em gestão de projetos pela USP, certificado como PMP pelo Project Management Institute, Mestre em Engenharia pela UFMG e certificado PMO-CP pela PMO Global Alliance. Anderson ama a gestão de projetos e engenharia, e acredita que unindo esses dois conhecimentos podemos construir um Brasil cada vez melhor.

One thought on “Como gerenciar a maturidade em gestão de projetos?

  • I don’t think the title of your article matches the content lol. Just kidding, mainly because I had some doubts after reading the article.

    Resposta

Deixe uma resposta ou um comentário!